Filhós Fritas…em segunda-feira de Entrudo

Scroll down to content

Aqui nos Açores, não cheira a Carnaval se não tivermos à mesa coscorões, filhós de forma e filhós de forno.

Hoje, trago-vos a receita das Filhós de Forno, ou “filhoses” como são mais conhecidas por aqui. Na ilha de São Miguel designam-se malassadas.

A receita original não contempla os flocos de batata, e substitui a manteiga pela banha. Contudo, os flocos adicionados à massa tornam-na mais leve.

Abaixo explico-vos o modo tradicional e a versão para robô de cozinha.

Partilho pequenos vídeos para verem as várias fases de confeção.

Bom Carnaval!

Ingredientes

(rende 1 dúzia de filhós)

  • 500 g de farinha
  • 100 g de flocos de batata (de puré instantâneo)
  • 1 colher e meia de sopa de açúcar
  • 3 ovos
  • 1 cálice de água-ardente

. 60 g de manteiga ou de banha

. 30 g fermento de padeiro (o equivalente a uma carteira de fermipan- 11 g)

  • 380 ml de água
  • raspa de um limão ou de laranja
  • 1 colher de chá de sal
  • óleo abundante para fritar
  • açúcar para polvilhar ( há também quem misture um pouco de canela no açúcar)

Preparação tradicional

Num alguidar, dissolve-se o fermento e o sal em água morna. Vão-se adicionando os restantes ingredientes, começando sempre pelos flocos de batata. Bate-se a massa com as duas mãos, como se essas fossem duas pás, incluindo um ovo de cada vez, até todos os componentes estarem bem incorporados e a massa se mostrar elástica e com tendência a agarrar-se às mãos (com a consistência de um polme grosso).

Seguem-se depois os passos de 4 a 8 marcados abaixo.

Preparação na Bimby

1. Seleciona-se o botão de balança e no copo da Bimby pesa-se 380 g de água. Adiciona-se o sal e a saqueta de fermento.

2. Marca-se 37 graus e 2 Minutos.

3. Adicionam-se primeiro os flocos de batata e depois os restantes ingredientes. Marca-se 3 minutos Vel. 5 e depois 1 minuto Vel. Espiga.

4. Coloca-se a massa  a levedar dentro de um tupperware fechado e envolto num cobertor até que dobre de volume (cerca de 2 horas).

5. Depois da massa ter levedado, unta-se os dedos com óleo, tiram-se bocadinhos da massa aos quais se dá a forma circular com uma espécie de quase buraco no meio.

Dica. Em vez do óleo, prefiro enfarinhar as mãos todas as vezes que vou buscar mais um pouco de massa. Evita que se agarre às mãos e facilita a moldagem da massa e a colocação desta no óleo quente.

6. Fritam-se em óleo bem quente. O tempo de fritura diverge consoante o tamanho da filhós, mas assim que esteja dourada de um lado vira-se para atribuir do outro lado um  dourado semelhante.

7. Colocam-se as malassadas em cima de papel de cozinha  para que a gordura excedente seja absorvida pelo papel. Costumo encostar as filhoses umas às outras, ao alto, evitando que fiquem deitadas. Assim ficam sequinhas.

8. Depois de escorridas, envolvo-as de imediato na mistura de açúcar e canela (utilizo um prato de sopa)

Obs. No caso de ser principiante a fazer esta receita, convém fritar apenas uma filhós, verificar se o seu interior está cozido e depois monitorizar a fritura a partir daí, conferindo mais ou menos tempo a cada face. Isto evita que o interior da filhós fique cru e que o produto final não seja o desejado.

2 Replies to “Filhós Fritas…em segunda-feira de Entrudo”

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: