Coelho Frito à minha moda

Scroll down to content

Nunca fui habituada a comer coelho. Durante a minha infância e adolescência, a carne de coelho nunca fazia parte da ementa de casa dos meus pais. Na altura ou havia caçadores na família ou não se comprava coelho, porque simplesmente também não existia à venda nos supermercados cá da ilha. Passaram-se vários anos e já depois de casada comecei a confecionar esta carne. Poderão encontrar aqui e aqui duas receitas com coelho, a primeira de forno e a segundo de tacho.

A carne do coelho é uma carne branca, macia e saborosa, rica em proteínas e com baixo teor de gordura e colesterol. Excelente fonte de vitaminas B3, B6 e B12, potássio, fósforo e ferro. É rica em ácidos graxos poliinsaturados o que favorece o sistema imunológico e junto com todas suas qualidades, confere um elevado valor biológico. É recomendada por nutricionistas, para quem precisa de diminuir os níveis de colesterol e ou tem doenças cardiovasculares, substituindo a carne vermelha na dieta. Por conter menos ácido úrico que as demais carnes, é indicada para pessoas com gota e altos índices de ácido úrico e principalmente para quem pretende seguir uma dieta mais saudável. Para além disso, a carne de coelho possui o dobro de cálcio que a carne bovina, tornando-se um importante aliado no tratamento contra a osteoporose. Como a carne de coelho é de fácil digestão, esta é indicada para fazer parte das refeições de crianças, idosos e de quem possuir doenças de estomago.

Diapositivo1Ingredientes (para 8 pessoas) e Modo de Confeção

Lavam-se os coelhos (dois)  com água temperada com sal e vinagre.
Partem-se em pedaços.

De véspera, coloca-se o coelho num alguidar. Faz-se um vinha d’alhos com bastante alho esmagado (no esmagador), massa malagueta (3 colheres de sopa), folhas de louro, colorau (pimentão doce), pimenta Jamaica e pimenta branca, sal, sumo e raspa de 1 laranja e sumo de um limão. Cobre-se a carne com vinho branco de qualidade. Rega-se também com um pouco de cerveja.

No próprio dia, antes de se colocar o coelho a fritar, coloca-se o coelho com o vinha d’alhos numa panela e dá-se uma fervura na carne.

Num tacho largo e baixo, coloca-se óleo e deixa-se que aqueça.

Retira-se da panela as partes de coelho e colocam-se a fritar no óleo, de ambos os lados em lume médio.

Acompanhamentos:

  • Batata nova frita espiralizada com casca
  • salada baby-leaf com pimento
  • Molho: maionese; molho de barbecue, tabasco, sumo de laranja

English version

Fried Rabbit

Diapositivo2.PNG

Ingredients (for 8 people) and Preparation

Wash the rabbits (two) with water seasoned with salt and vinegar.
Cut the rabbits into parts.
From the day before, the rabbit is placed in a bowl. Make a marinade with white wine and plenty of crushed garlic (on the crusher), chilli pasta (3 tablespoons), bay leaves, paprika, jamaica pepper and white pepper, salt, juice and zest of 1 orange and juice of a lemon. Cover the meat with quality white wine and beer.
Before putting the rabbit to fry, put the rabbit with the marinade in a pan and boil the meat.
In a large, low pot, add oil and let it warm.
Remove the rabbit pieces from the pan and place them to fry in the oil, on both sides in medium heat.
Side dishes:
fried potato spiralized
baby-leaf salad with peppers
Sauce: mayonnaise; barbecue sauce, tabasco, orange juice

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: