Canja de Pombo Bravo…uma iguaria

Scroll down to content

Columba palumbus azorica é conhecido pelo nome comum de pombo-torcaz-dos-açores, é uma subespécie endémica no arquipélago dos Açores da espécie Columba palumbus, o pombo-torcaz europeu. O taxon está protegido no âmbito da Convenção de Berna e da Directiva Aves. A espécie é frequente, em particular nas ilhas do Grupo Central, sendo importante na disseminação de sementes da laurissilva açoriana. A subespécie foi descrita pelo ornitólogo alemão Ernst Hartert em 1905.

Ave visivelmente maior que o pombo-das-rochas, espécie de que se distingue, para além do tamanho, pela presença de uma extensa mancha branca no pescoço e de barras brancas transversais nas asas. Também a cauda difere, com uma cauda quadrada e mais comprida no pombo-torcaz.

A plumagem é essencialmente cinzenta nas partes superiores, com a garganta e o abdómen cinzentos. A plumagem do peito é rosa-arroxeado, com reflexos metálicos. Apresenta marcas brancas na plumagem do pescoço manchas iridescentes verdes e roxas no pescoço e peito. As penas do pescoço elevam-se ligeiramente para formar manchas brancas nas zonas laterais do pescoço, com maior extensão do que no pombo-comum europeu, mas semelhante à da subespécie Columba palumbus casiotis. A parte posterior do pescoço, a nuca, apresenta uma área de intensa iridescência esverdeada.

O bico é curto e fino, entre o laranja e o amarelo, com laivos avermelhados e coloração mais pálida na ponta. Os olhos são amarelo pálido. As patas são curtas e avermelhadas.

É uma subespécie residente, endémica, que ocorre em todo o arquipélago, embora sendo rara no Grupo Ocidental. A maior abundância verifica-se no Grupo Central, sobretudo nas ilhas do Pico e Terceira, onde forma bandos numerosos que se alimentar em pastagens e campos agrícolas. Nessas ilhas são frequentas as queixas de que as aves causam danos em culturas hortícolas e fruteiras.

fonte do texto

A canja de pombo é uma das muitas expressões da cozinha alentejana, tendo sido concorrente às 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa, na categoria de caça.

Diapositivo4

Canja de Pombo Bravo

Parta o pombo aos bocados e coza-o numa panela de pressão, coberto com água durante  30/40 minutos, em água, sal e com uma cebola inteira e alho francês. Quando estiver cozido, coe o caldo, desosse o pombo e coloque o caldo e o pombo noutra panela. Prove de sal. Adicione cenoura raspada, arroz ou massinhas e deixe cozer de acordo com a tipologia do hidrato e as instruções da embalagem.  Adicione umas folhas de hortelã ou outras ervas aromáticas a gosto. Delicie-se!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: