Instigada pela minha prima Cecília, residente na Quinta da Vinagreira, já fiz três expedições à uva-da serra. A Caldeira Guilherme Moniz, aqui na ilha Terceira, é o lugar privilegiado para a apanha deste fruto, que se assemelha ao mirtilo e é proveniente de uma planta endémica açoriana.

Na primeira expedição, nós e uns amigos nossos procurámos a uva-da serra mas não trouxemos quantidade significativa. No fim de semana seguinte, e já seguindo as coordenadas da Cecília, encontrámos a planta e deliciámo-nos com as suas bagas agridoces.

Como não há duas sem três, e porque a minha mãezinha nos passou  a acompanhar nas expedições e ficou fã incondicional do mirtilo, rumámos de novo ao trilho que conhecíamos para apanharmos mais uns frutos. Trouxemos as nossas cestinhas repletas de uva-da-serra, apesar de termos constatado de que a sua época está a chegar ao fim.

Já dei múltiplas utilizações ao fruto, as quais irei publicando, mas hoje resolvi destacar a compota deste fruto. Uma maravilha da nossa terra açoriana, garanto-vos.

A receita da Cecília  é menos doce do que a minha. Apenas utiliza 800 g de açúcar por quilo de fruta, mas como este é um fruto menos doce do que a amora decidi equiparar fruta e açúcar.

1 kg de uva-da-serra

1 kg de açúcar

Coloquei a fruta e o açúcar ao lume, numa panela alta.

Deixei ferver e cozinhar, em lume brando,  até fazer ponto estrada ou até o doce, morno, escorrer lentamente na colher.

Obs. Assim que o doce levantou fervura, triturei-o com a varinha mágica. Se gostarem de  encontrar algumas bagas  inteiras no pão insiram-nas apenas após a trituração das demais.

9 Replies to “Compota de uva-da-serra”

  1. Uauauua….não sei como fazes, mas fico-me sempre a babar com as tuas fotos e apesar dos vários frascos que guardo na despensa da colheita deste ano, não consigo deixar de sentir inveja das tuas. É que os olhos comem.

    Fico tão feliz de vocês se terem tornado uns adeptos da colheita à uva-da-serra. É pena, nós açorianos, desconhecermos muitas vezes os nossos tesouros , e este frutinho é sem dúvida um deles.

    E claro…temos de combinar essa ida ao mercado biológico.

    Gostar

  2. Não conheço o fruto, mas estamos empre a aprender 🙂 Gostei! deve ter ficado uma delícia! Eu adoro compotas! Gostei imenso do teu blog, já reparei que a marota da Nadine fez estrados no teu jardim… 😦 És do grupo central, certo? Eu sou de S. Miguel 🙂
    Um beijinho e uma semana fantástica!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: