Compota de Dióspiro com Canela e Vinho do Porto

Scroll down to content

🍂Estamos no tempo dos dióspiros.🍂

Existem dois tipos de dióspiro que são diferenciados pela sua forma de consumo: os de roer e os de comer à colher.

Os primeiros têm a polpa mais rija, são alaranjado/amarelado e poderão ser consumidos comos uma maçã, mas também em saladas, com iogurte, em sumos naturais, em gelados ou compota. Há ainda quem os consuma assados com um pouco de canela.

Por outro lado, os dióspiros de comer à colher têm a polpa mole, são vermelhados e nutricionalmente mais rico em taninos (antioxidantes). Costumámos cortá-los ao meio e consumi-los com uma colher.

No site Foodwithameaning estão disponíveis algumas receitas com este fruto (aqui e aqui).

Hoje foi a vez da compota.

Esta tem de seguir algumas regras fundamentais para que o carácter adstringente do dióspiro não seja notado.

COMPOTA DE DIÓSPIRO

Ingredientes

  • 1 kg de polpa de dióspiro bem madura
  • 600 g de açúcar
  • 250 ml de água
  • 1 pau de canela
  • 1 casquinha de limão
  • 1 estrela de anis
  • 1 cálice de vinho do Porto

Preparação

Retire a polpa à fruta com cuidado sem raspar a polpa junto à pele do fruto. Elimine algumas partes pretas e a fibra branca junto ao centro que a fruta possa ter. Reserve.

Coloque num tacho o açúcar com a água e junte as especiarias e a casquinha de limão. Ligue o lume médio, envolva com a colher de pau e deixe ao lume. Deve ir mexendo, para que não agarre.

Assim que a calda de açúcar começar a ferver irá começar a borbulhar, por isso reduza para lume brando e deixe ao lume mexendo para não agarrar, até atingir o ponto de rebuçado. Para verificar o ponto, coloque um pouco de água fria numa taça e com a colher de pau verta um pouco de calda nessa água, se a calda ficar desfeita, ainda não está pronta, mas se formar rebuçado, e tinir ao levantar ao ar e deixar cair na taça, esta já está no ponto.

Junte então a polpa do dióspiro e o vinho do Porto, retire a casquinha de limão e as especiarias e envolva tudo muito bem.

Utilize a varinha para que fique tudo muito bem misturado e para que o doce fique liso e homogéneo, especialmente se utilizar dióspiros de roer.

Para confirmar se o doce está no ponto certo, coloque uma colher no congelador e quando quiser testar, coloque um pouco de doce na colher fria. Se espessar rapidamente, está pronto.

Coloque o doce ainda quente em frascos esterilizados (previamente fervidos, durante 10 minutos e secos com um pano limpo), feche-os bem e deixe-os arrefecer virados para baixo para criar vácuo.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: