Wellington Vegetariano…em direto

Scroll down to content

O direto de hoje foi dedicado a Receitas Vegetarianas e Veganas, opções muito saudáveis e criativas.

O Gualter, autor da Cozinha de Sentidos,  confecionou uma Tortilha Vegan de Legumes e Grão, que foi ao forno. 

Eu  optei por adaptar o tradicional Beef Wellington, transformando-o em vegetariano. Acompanhei-o com um tinto Portas da Herdade, vinho regional alentejano.

No vídeo, abaixo, poderão assistir a todas as nossas partilhas deliciosas!

 

Ingredientes

  • 1 base de massa folhada retangular
  • 500 g de abóbora aos cubinhos pequenos
  • 200 g de castanhas peladas
  • 500 g de cogumelos
  • 3 beterrabas pequenas e de tamanho igual
  • 200 ml de natas vegetais
  • 1 cebola-roxa
  • 3 dentes de alho
  • azeite
  • salva 2 folhas
  • orégãos
  • noz moscada a gosto
  • pimenta preta a gosto
  • 1 ovo batido (apenas com metade da clara)
  • farinha de trigo (para polvilhar a folha de papel vegetal)
  • sal grosso (para temperar a duxelle e polvilhar a massa)

Preparação

Ligue o forno a 200ºC.

Comece por descascar as beterrabas. Envolva-as em papel de alumínio. Reserve.

Leve as castanhas a cozer em água com sal. Escorra e reserve.

Disponha uma folha de papel vegetal no tabuleiro do forno e espelha os cubinhos de abóbora em 2/3 do tabuleiro. Tempere com um fio de azeite, sal e orégãos e com as folhas de salva picadas. No espaço vazio do tabuleiro coloque as beterrabas e leve assar durante 25 minutos. Deixe arrefecer.

Entretanto, para fazer a duxelle de cogumelos, comece por triturá-los, no copo da picadora, ou no robô de cozinha.

Leve os cogumelos a tostar numa frigideira, mesmo sem azeite.

Adicione à frigideira dos cogumelos um fio de azeite, a cebola-roxa picada, o alho e a noz moscada. Deixe refogar.

Junte as natas vegetais e um pouco de pimenta. Deixe cozinhar um pouco e apague o lume. Deixe arrefecer completamente.

Numa taça pequena, bata o ovo com um pincel.

Desprenda a massa folhada  da folha de papel vegetal em que a desenrolou, e polvilhe-a com farinha. Coloque a massa folhada de novo em cima. 

Meça a massa folhada. Terá de ter 45×35 cm. Se não tiver, com o rolo de cozinha, estique a massa até obter estas medidas. Deixe 7 cm livres no bordo superior e 5 cm de cada lado da massa. Pincele estes bordos com ovo batido.

No restante espaço livre da massa, espalhe a duxelle (pasta de cogumelos), depois os cubos de abóbora assada e as castanhas esmagadas grosseiramente.

Coloque as beterrabas assadas alinhadas e encostadas ao extremo inferior do recheio. Com a ajuda do papel vegetal, vá enrolando, começando junto às beterrabas e terminando no cimo da folha. 

Sele o rolo, sobrepondo a massa. Vire a costura para baixo. Feche as laterais, fazendo uma dobra, que irá ficar também virada para o sentido da costura do rolo. Ou seja, tanto as dobras das laterais como a costura da união das duas pontas de massa têm de ficar viradas para baixo, em contacto com o tabuleiro. Forre com película aderente apertando bem, sem esmagar. Envolva na folha de papel vegetal que utilizou e leve ao frigorífico entre 30 minutos a 24 horas antes de levar a assar.

Pré-aqueça o forno a 200 ºC. Desembrulhe o wellington vegetariano e use a folha de papel vegetal para revestir o tabuleiro de forno.

Pincele a massa com a restante mistura de ovo batido e polvilhe-a com sementes de sésamo e de papoila.

Leve ao forno a 200 ºC, durante 40 minutos.

Delicie-se.

Veja o direto neste link:

 

Portas da Herdade Tinto

 

Informação Técnica


Região: Alentejo

Sub-Região: Borba

Classificação: Regional Alentejano

Enólogos: João Corrêa / Nuno do Ó

Castas: 40% Aragonez; 40% Trincadeira; 15% Syrah; 5% Alicante Bouschet

Análises

Teor Alcoólico: 14%
Acidez Total: 5,3 g/l
pH: 3,59
Açúcares Redutores: 0,7 g/l

Vinificação: Fermentação à temperatura controlada de 28º C.

 

Notas de Prova

Cor: De cor rubi. 
Aroma: Aromas quentes com destaque para os frutos vermelhos maduros. 
Paladar: Vinho jovem e fresco. Na boca apresenta uma acidez viva, com um perfil equilibrado e persistente.

Conservação: Deitada à temperatura constante de 15º C.

Consumo: Beber à temperatura de 17º C.

Gastronomia: Acompanhe com carnes, aves, massas e queijos variados.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: