Quando falamos de smoothies, a imaginação é o limite. Para além de podermos ser criativos, conseguimos controlar os ingredientes que utilizamos e as suas propriedades, bem como rentabilizar alguma fruta que temos em casa e que acabou por ficar mais  esquecida na fruteira e menos apetitosa. Congelem-na ou usem-na ao natural e conseguirão uma escolha saudável, repleta de vitaminas, fibra e sais minerais.

Diferenciando-o dos sumos, o smoothie pode ser considerado uma bebida mais encorpada e que conta com 3 ingredientes principais: um tipo de líquido, uma fruta e legumes. É importante não esquecer do gelo, pois ele é responsável pelo sabor refrescante. Pode-se, também, utilizar frutas congeladas. A consistência do seu smoothie variará de acordo com as proporções dos ingredientes escolhidos.

O líquido “base” pode ser escolhido entre um sumo natural de frutas ou vegetais, leite, bebida vegetal e iogurte natural.  Há quem prefira ainda a água natural ou a água de coco. O chá e as infusões  são uma excelente opção como matéria líquida dos smoothies.

Ao smoothie podem-se ainda acrescentar sementes (como as de chia- previamente hidratadas- psyllium husk e linhaça em pó. Excelentes fontes de sais minerais e vitaminas do complexo B. Poder-se-ão ainda adicionar especiarias, como a curcuma, o cacau e a canela (aceleradores do metabolismo e anti-inflamatórios naturais) e clorela ( alga em pó.

Um pouco da História dos Smoothies

Os latino-americanos, cuja região do mundo é famosa por sua abundância de frutas tropicais, bebem muitas misturas diferentes de sumos de frutas. Estas foram a inspiração para alguns dos primeiros smoothies feitos nos Estados Unidos, onde nasceu a palavra “smoothie”, que significa suave.

O termo “smoothie” existe desde o início do século 20, mas só em 1930 foi usado para descrever uma bebida. Os primeiros smoothies eram simplesmente frutas, sumo de fruta e gelo, e eram um conceito obscuro nos Estados Unidos, até chegar a moda dos alimentos naturais nos anos 60 e 70. Durante essas décadas, as lojas de alimentos saudáveis ​​surgiram em todo o país, as quais fabricavam e vendiam bebidas de frutas.

Mas o verdadeiro conceito de smoothie da fruta ainda nem tinha sido pensado, nem foi possível, até Fred Waring comercializar a nova invenção de Steve Poplawski, que passou a ser conhecida como o liquidificador.

O liquidificador foi vendido pela primeira vez a farmácias e só depois entrou nas ementas de bares e restaurantes.

A utilização destas máquinas em bares de praias da Califórnia, em medados da década de 1960 popularizou os smoothies. Os smoothies de frutas eram bebidas geladas espessas feitas de sumo de laranja, morangos e gelo, e, embora compartilhassem o liquidificador elétrico em comum com o milk-shake de longa duração, os smoothies eram uma bebida completamente diferente, porque isenta de leite, destinada apenas a refrescar os frequentadores das praias.

Atendendo ao ressurgimento do vegetarianismo macrobiótico nos Estados Unidos, os restaurantes adicionaram smoothies aos seus menus e a bebida espalhou-se pelo país.

Os autores de livros de receitas expandiram a categoria de smoothies para incluir legumes e laticínios, trazendo-a de volta ao milk-shake (batido de leite/batido de gelado), o que por vezes leva a que sejam confundidos os dois termos Mas para os puristas, o verdadeiro smoothie sempre será o sumo de frutas geladas, frutas frescas e gelo, o que hoje chamamos de granizado.

Sumos, batidos (smoothies e milkshakes) e granizados são sem dúvida excelentes opções de bebidas saudáveis, saborosas e refrescantes. Estes são os três adjectivos que unem todos os diferentes conceitos.

Abaixo elenco os ingredientes utilizados nos três smoothies confecionados no direto de ontem, um desafio que lancei à minha amiga, colega e food blogger Sónia Melo, do Chez Sónia. Combinámos smoothies com granola, fazendo assim um pendant saudável e delicioso.

 

Smoothie de frutos vermelhos

  • banana congelada (ou pera ou maçã)
  • frutos silvestres congelados
  • bebida vegetal/leite/iogurte natural
  • 1 colher de sopa de Psyllium Husk 
  • 1 colher de sementes de chia (previamente hidratada em em meio copo de água)
  • mel/xarope de acer/stévia para adoçar (facultativo)
  • gelo

Smoothie de abacaxi e hortelã

  • rodelas de abacaxi congelado
  • água de coco/leite de coco/bebida vegetal de coco
  • hortelã/manjericão
  • 1/2 colher de chá de curcuma
  • um dedal de gengibre
  • sementes de linhaça em pó (1 colher de chá)
  • gelo a gosto
  • mel/xarope de acer/stévia para adoçar (facultativo)

Smoothie de chocolate

  • banana congelada
  • leite achocolatado caseiro
  • 1 colher de sopa de manteiga de amendoim/de amêndo/caju
  • gelo a gosto
  • para decorar (chantilly, canela e pepitas de cacau cru)

 

Para preparar os smoothies, irá necessitar de um liquidificador ou de um robô de cozinha.

Coloque todos os ingredientes  no copo (exceto o adoçante) e triture.

Retifique a consistência com a matéria líquida eleita ou com gelo.

Dica: Evite adoçar o smoothie, uma vez que a fruta utilizada já contém açúcares naturais. Contudo, se o desejar, opte por xarope de acer, stévia ou mel e faça-o apenas depois de triturar todos os ingredientes principais.

smoothies e Granola

Se desejarem ver-nos em direto, deixo abaixo o link:

Eu e a Sónia aguardamos as vossas reproduções. Partilhem connosco as vossas fotos, no Facebook ou no instagram!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: