A carne bovina é a carne extraída dos bovinos, especialmente do gado doméstico. É uma das variedades de carne mais consumidas na Europa, nas Américas e na Austrália, e muito importante na alimentação de populações da África, Ásia Oriental e Sudeste Asiático. A carne bovina é um tabu culinário em algumas culturas, sendo o seu consumo mesmo proibido pelo hinduísmo, religião que reverencia os bovinos, e desencorajado pelos budistas.

A carne muscular pode ser cortada em bifes, em peças, desfiada ou moída. O sangue bovino também utilizado em algumas das variedades de morcelas. Outras partes costumeiramente consumidas incluem o rabo, a língua, tripa (de seu estômago), diversas glândulas, como o pâncreas, o timo e as molejas, além do coração e do cérebro (proibido onde existe o risco da encefalopatia espongiforme bovina, a popular ‘doença da vaca-louca’), o fígado, os rins e os testículos do touro (carne especialmente macia, conhecida nos Estados Unidos como “ostras das Montanhas Rochosas” ou “ostras da pradaria”), e até mesmo os intestinos e as mamas. Os ossos bovinos também são aproveitados pelo tutano e como caldo.

 

texto adaptado daqui

Esta sugestão de hoje foi uma entrada confecionada pelo chef Chakall, na masterclass que frequentei em maio passado e que deliciou todos os que tiveram a oportunidade de a experimentar. Eu tive a sorte de ser uma dessas pessoas.  Nesta receita está implícita a compreensão da necessidade de se rentabilizar e respeitar ao máximo o animal, diminuindo-se o desperdício e aumentando-se a sustentabilidade. Nesta sugestão, a tónica está também no sabor. E todos nós sabemos que uma sopa, ou um guisado de carne ficam sempre mais enriquecidos se a posta de carne tiver osso.

 

Solicitei no meu talho de confiança que cortassem o osso do chambão no sentido longitudinal e trouxe para casa duas peças, às quais denominei de telhas, por se assemelharem às telhas de barro onde confeciono as tradicionais lulas na telha.

 

Telha de Tutano

Diapositivo2

Ingredientes

  • 1 fémur de bovino
  • sal
  • pimenta
  • alecrim

Preparação

  1. Coloque os ossos cortados num tabuleiro, salpique com um pouco de sal, pimenta e alecrim.
  2. Leve a assar em forno quente até o tutano cozinhar e borbulhar.
  3. Sirva o tutano assado com pão e bolachas de água e sal.
  4. Delicie-se.

Diapositivo3

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: